desmatamento

Desmatamento ilegal no MT será monitorado através de ferramenta que detecta em tempo real o que acontece nas florestas. Essa é uma iniciativa do Governo do Estado para combater e fiscalizar crimes ambientais. *Por Thaís Perez

Na quarta-feira (14), a Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente) lançou um novo sistema de monitoramento capaz de identificar desmatamento ilegal no Mato Grosso. O contrato deste sistema é pelo período de um ano e investimentos originam-se de parceria com a Alemanha e o Reino Unido.

Desmatamento e tecnologia – entendendo o sistema

O monitoramento é realizado através de imagens chamadas de Planet (nanosatélites), que produzem imagens com alta precisão e resolução em tempo real. É monitorado e detectado, por exemplo, a extração ilegal de madeira em floresta plantada.

Essa é uma forma de monitoramento ambiental do tipo preventiva, ou seja, o sistema gera alertas de desmatamento e de incêndio em áreas de preservação ambiental via satélite e ainda, auxilia o trabalho de fiscalização no combate a crimes ambientais.

A plataforma do sistema é gerenciada pela empresa Geo-TI, que irá acompanhar diariamente áreas de desmatamento por meio de mais de 100 satélites.

desmatamento

Foto:Monitoramento de uma plantação em Mato Grosso. Fonte: Bom dia MT.

Como funcionará o monitoramento?

De acordo com o Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, o sistema identificará a ocorrência de desmatamento acima de meio hectare.

As imagens registradas serão analisadas a partir da ocorrência e após um dia, serão utilizadas para realizar análise ambiental. Os dados coletados pelo sistema serão divulgados mensalmente em relatórios da Sema.

As ocorrências serão consideradas ilegais ou não com base na legislação ambiental. Mendes afirma que toda e qualquer ação prevista na legislação ambiental será autorizada pelo órgão ambiental. E que todo desmatamento ambiental será duramente combatido.

A secretaria de Meio Ambiente do Estado, Mauren Lazzaretti, menciona que a Amazônia não será foco do monitoramento, a intenção é monitorar o Mato Grosso por inteiro e por isso, o Cerrado e o Pantanal contarão com ações diferenciadas.

Leia também: Combatendo crimes ambientais com tecnologia geoespacial no Amazonas

Grande oportunidade para o pessoal de Mato Grosso!

O GEOeduc irá realizar um treinamento em QGIS Básico para mapeamento temático entre os dias 27 e 28 de setembro na cidadede Cuiabá (MT).

O QGIS é um dos softwares de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) mais utilizados no mundo, principalmente por ser amigável, contar com ferramentas e rotinas poderosas de geoprocessamento e por ser um programa totalmente open source. Com ele, é possível criar produtos cartográficos de altíssimo nível

Hoje em dia, profissionais de diversas áreas utilizam o QGIS e aplicam sua funcionalidade no setor de engenharia, agricultura, mineração e inclusive em estudos ambientais.

Se interessou? Faça sua inscrição!

 

 

(Fontes: Governo compra por R$ 4 milhões sistema que detecta desmatamento em tempo real em Mato GrossoMato Grosso lança ferramenta para monitorar desmate ilegal ‘em tempo real’Mais de 100 satélites vão monitorar desmatamento em Mato Grosso)

Copyright © 2019 – Instituto GEOeduc. Todos os direitos reservados