censo agro

Em outubro, o IBGE divulgou os resultados definitivos da operação censitária que teve início em 2017. O Censo Agro teve como objetivo retratar a realidade do “Brasil Agrário” através de investigações das características e atividades econômicas dos estabelecimentos agropecuários do País. *Por Thaís Perez

As estatísticas, divulgadas para todo o Brasil e para as Unidades da Federação, destacam informações referentes aos dados estruturais e relacionadas à propriedade, produção, área, volume de trabalho, entre outras.

A publicação inclui ainda notas técnicas sobre a pesquisa e as conceituações necessárias à compreensão de tais resultados.

Censo Agro 2017: informações fornecidas

O Instituto destaca que desde a última realização da pesquisa em 2006, ocorreram alterações setoriais significativas e mudanças na economia em geral. Por isso, esta edição da pesquisa caracterizou-se não só pela inovação tecnológica como também pelo refinamento metodológico introduzidos, especialmente no que diz respeito à reformulação de seu conteúdo e à incorporação de conceitos que se integraram ao universo agrícola nacional após o levantamento anterior.

Para ter acesso aos resultados definitivos do Censo Agropecuário 2017, clique no link a seguir e faça o download da publicação completa:

Censo Agropecuário: resultados definitivos 2017

Resultados definitivos da Operação Censitária

Os dados do Censo Agropecuário indicam mudanças em diversos setores da área Agropecuária. Confira:

Com aumento da mecanização, agropecuária perde 1,5 milhão de trabalhadores

A crescente utilização de mecanização no campo, alterou o perfil do trabalhador deste setor, impactando na diminuição de mão de obra no setor nos últimos 11 anos.

O Censo Agropecuário 2017 indica que o número de estabelecimentos com tratores aumentou 50% em relação ao último Censo, realizado em 2006. Durante esse mesmo período, o setor agropecuário perdeu cerca de 1,5 milhão de trabalhadores. Percebe-se que há uma tendência em utilizar máquinas nos estabelecimentos agrícolas, tendo em vista que a utilização dos tratores apresenta crescimento desde o Censo Agropecuário de 1975.

O gerente técnico do Censo Agropecuário, Antonio Carlos Florido afirma que o processo de mecanização é algo crescente e contínuo. Segundo ele, “Quanto mais automação, menos gente na produção. Isso tem acontecido em todos os setores da economia, não é algo restrito ao setor agropecuário”.

Número de estabelecimentos que usam agrotóxicos sobe 20,4%

Os dados do Censo indicam que o número de estabelecimentos que admitiram usar agrotóxicos aumentou 20,4% nos últimos 11 anos. Os resultados dessa edição também mostrou o elevado número de analfabetos que aplicaram esse tipo de produto no campo.

Além disso, de acordo com a pesquisa, 15,6% dos produtores que utilizaram agrotóxicos não sabiam ler e escrever e, destes, 89% declararam não ter recebido qualquer tipo de orientação técnica. “Esta informação é mais grave do que o total de agrotóxicos. Uma pessoa que não sabe ler e escrever e que não recebeu orientação técnica, em quais condições aplicava esse agrotóxico?”, questiona o gerente técnico do Censo Agropecuário, Antonio Carlos Florido.

Em onze anos, agricultura familiar perde 9,5% dos estabelecimentos e 2,2 milhões de postos de trabalho

Sabemos que a agricultura familiar diminuiu no país. O Censo Agropecuário de 2017 aponta que houve uma redução de 9,5% no número de estabelecimentos classificados como de agricultura familiar, em relação ao último Censo (2006).

Dez anos depois, a configuração dos produtores mudou. Aumentou muito o número de estabelecimentos em que o produtor está buscando trabalho fora, diminuiu a mão de obra da família e está diminuindo a média de pessoas ocupadas. O estabelecimento acaba não podendo ser classificado porque não atende aos critérios da lei”, comenta Antônio Carlos Florido, gerente técnico do Censo Agropecuário.

Outro fator é o envelhecimento dos chefes das famílias, ao mesmo tempo em que os filhos optam por outras atividades fora do domicílio agrícola, explica Luiz Fernando Rodrigues, gerente substituto do Censo Agro 2017.  “As pessoas estão ficando idosas, o que reduz o número de ocupados. Além disso, há o aumento da mecanização e da contratação de serviços”, acrescenta Rodrigues.

O que é o Censo Agropecuário?

O Censo Agro busca investigar informações referentes aos estabelecimentos agropecuários e as atividades agropecuárias neles desenvolvidas, abrangendo características do produtor e do estabelecimento, economia e emprego no meio rural, pecuária, lavoura e agroindústria.

Confira as informações dos indicadores municipais do Censo Agro através do link a seguir: Indicadores Municipais.

A pesquisa censitária do setor Agropecuário fornece diversas informações como: total de estabelecimentos agropecuários e área total destes estabelecimentos; características do produtor; características do estabelecimento (uso de energia elétrica; práticas agrícolas; uso de adubação; agrotóxicos; agricultura orgânica; utilização das terras; existência de recursos hídricos; depósitos e silos; tratores, máquinas e implementos agrícolas, veículos, entre outros aspectos); pessoal ocupado; movimentação financeira; pecuária (efetivos e produção animal); aquicultura e produção vegetal (silvicultura, extração vegetal, floricultura, horticultura, lavouras permanentes, lavouras temporárias e agroindústria rural).

Leia também: Legislação ambiental pode ser consultada em site criado pelo MMA

Capacitação em Geotecnologias

Se você está no mercado de Geotecnologias ou gostaria de atuar nesse mercado, temos vários cursos de modelos diferentes e conteúdos variados, inclusive muitos cursos gratuitos, que podem ajudá-lo(a) a atingir objetivos específicos ou a incrementar o seu currículo.

Clique no link abaixo e conheça os cursos da plataforma EAD do GEOeduc:

 

Fontes: (Censo Agropecuário 2017); (Com aumento da mecanização, agropecuária perde 1,5 milhão de trabalhadores); (Número de estabelecimentos que usam agrotóxicos sobe 20,4%); (Em onze anos, agricultura familiar perde 9,5% dos estabelecimentos e 2,2 milhões de postos de trabalho); (Resultados Definitivos: Censo Agropecuário 2017).
Copyright © 2019 – Instituto GEOeduc. Todos os direitos reservados