7 dicas quentes para você se destacar no LinkedIn

Que o LinkedIn é a maior e mais importante rede profissional do mundo você já deve saber. Pensando nisso, separamos sete dicas para você se destacar no LinkedIn e atrair oportunidades de trabalho no setor de Geotecnologia e Drones

Por Eduardo Freitas Oliveira

De acordo com os números divulgados em 2017, o LinkedIn já passou de meio bilhão de usuários no mundo, sendo 29 milhões no Brasil, tornando-se o terceiro país no mundo em número de participantes.

A rede abriga, ainda, mais de 10 milhões de empregos ativos e 9 milhões de empresas, o que torna o LinkedIn um ótimo lugar para geração de negócios.

O LinkedIn permite aos seus usuários se conectarem, gerando novas oportunidades para a vida profissional dos cadastrados na rede. “De um lado, estão usuários que buscam oportunidades de trabalho, ampliam sua rede de contatos, consomem informações e conteúdo que contribuem para o seu dia a dia. De outro, estão milhões de empresas que buscam profissionais e oferecem seus produtos de uma forma segmentada e cuidadosa”, comenta Fernanda Brunsizian a gerente de comunicação do LinkedIn para a América Latina.

Mas como se destacar nessa multidão e despertar a atenção dos profissionais de RH das empresas do setor de Geo e Drones?

Confira nossas dicas para você usar os diversos recursos do LinkedIn e atrair oportunidades para sua carreira:

0 – Crie um perfil no LinkedIn

Esta é a dica “número zero” pois hoje é OBRIGATÓRIO, para quem está buscando uma colocação no mercado de trabalho, ter um perfil no LinkedIn. Isso permite que você envie para uma empresa o link direto para sua página ou baixe seu currículo em pdf.

1 – Escreva uma headline que gere interesse dos contratantes

Headline é a sua descrição, que aparece logo abaixo do seu nome no LinkedIn. Saiba se diferenciar e crie uma headline que atraia quem visita seu perfil. Use a criatividade, mas sem abusar da informalidade.

2 – Use uma foto apropriada para a ocasião

Selecione uma imagem profissional, com boa luz e trajes adequados. Evite imagens em situações de lazer ou em festas. Lembre-se que – na maioria das vezes – a primeira impressão é a que fica…

3 – Liste todo seu histórico profissional e acadêmico

Enalteça sua experiência e seja o mais específico que puder para destacar os resultados atingidos em seus estudos e nos empregos anteriores. Justifique tempos muito longos entre dois empregos.

4 – Construa um resumo profissional conciso e objetivo

Muitas vezes os recrutadores têm diversos currículos para avaliar e focam no resumo. Por isso, elabore um resumo para seu perfil no LinkedIn como se contasse uma história – com começo, meio e fim -, lembrando sempre que você é o “herói” da narrativa.

5 – Atualize seu status e seus dados regularmente

A cada atualização de status e de currículo, uma mensagem aparece para seus amigos e seguidores no LinkedIn, o que aumenta sua possibilidade de ser notado. Use esta ferramenta para se destacar, porém com moderação para não parecer spam.

6 – Conecte-se a grupos, compartilhe conteúdo e siga empresas de Geo e Drones

Participe e interaja com as corporações e profissionais que você admira, o que aumenta sua visibilidade e suas chances de se destacar. Além disso, gere conteúdo e compartilhe informações que você considerar interessantes, o que ajudará a tornar você uma referência.

7 – Solicite – e faça – recomendações

Aqui vale a pena calçar as chinelas da humildade e pedir recomendações a seus ex-colegas e chefes. Isso salta aos olhos dos recrutadores. Da mesma forma, dê recomendações para quem pedir a você.

8 (bônus) – Crie versões do seu currículo em outros idiomas

Lembre-se de que, hoje, o mercado de trabalho é o mundo. Com empresas do exterior de olho no Brasil, vale a pena investir em uma tradução profissional e fazer versões do seu perfil em outros idiomas. A prioridade é o inglês, mas pense também em outros como espanhol, francês, alemão, mandarim…

Siga o GEOeduc e conecte-se comigo no LinkedIn.

Evite gafes no LinkedIn

Para não errar no LinkedIn e gerar o efeito contrário na hora da entrevista, lembre-se sempre dessas dicas:

• Inclua apenas as habilidades que realmente domina, evitando assim alguma “saia justa”, como por exemplo informar que é fluente em inglês mas ter que enfrentar uma entrevista nesse idioma sem estar preparado.

• Tenha sempre uma resposta pronta para “buracos” no currículo, como por exemplo um período muito grande para término de um curso ou entre dois empregos.

• Lembre-se de que provavelmente o recrutador vai buscar pelo seu nome também em outras redes sociais, como Facebook e Instagram. Verifique se seus perfis nessas redes estão compatíveis com o LinkedIn.

Boa sorte e sucesso!

Com informações de José Ricardo Noronha, autor livro “Vendas! Como eu faço?”

Empreendendo na área de Geo e Drones

Você sempre quis empreender na área de Geotecnologias, mas as incertezas do mercado te desanimam? Você tem dúvidas sobre como começar o seu negócio nessa área? Você tem vontade de começar seu próprio negócio relacionado a drones ou outras tecnologias afins? Esta é a sua chance!

Instituto GEOeduc tem o prazer de anunciar que estão abertas as inscrições para o curso online de GeoEmpreendedorismo. Com carga horária de 30 horas, este treinamento é realizado de forma totalmente remota.

Eduardo Freitas, Idealizador do geoXchange, Co-Fundador do MDI, Consultor-Especialista no GEOeduc, Diretor de Operações do MundoGEO, Projetista na Engest Engenharia. Engenheiro Cartógrafo (UFPR), Técnico em Edificações (UTFPR), Especialização em Gestão Estratégica em EAD (Senac-SP), com mais de 20 anos de experiência em Obras Civis e Geotecnologia, atuando em empresas como Engebanc, Vertrag, Absoluta, Empresa Júnior de Cartografia da UFPR, entre outras. Coordenador do Instituto GEOeduc de 2014 a 2017. Diretor Financeiro da Associação Brasileira de Engenheiros Cartógrafos – Regional Paraná (ABEC-PR) 2013/2015, Membro da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), Tradutor de 2007 a 2013 do Informativo para América Latina e Caribe da Associação para a Infraestrutura Global de Dados Espaciais (GSDI), Tradutor desde 2012 do Informativo do Fórum Ibero-Americano do Consórcio Geoespacial Aberto (OGC), Tradutor desde 2014 do Informativo GeoSUR, Membro da Equipe de Tradução do software livre QGIS – 2015/2016, Membro da Comissão Avaliadora das Jornadas Internacionais do software livre gvSIG – 2013-2014. Atuou como Gerente de Social Media, Editor das Revistas/Portais MundoGEO & DroneShow e Coordenador da Programação dos Eventos Presenciais (Seminários, Hackatons, MundoGEO#Connect & DroneShow) e Online (Webinars, Workshops) da MundoGEO. Liderou a participação da MundoGEO em Projetos de Cooperação Internacional envolvendo instituições latino-americanas e europeias. Autor do blog GeoDrops. Artigos publicados nas revistas Scientific American Brasil, GIS Development, entre outras. Participação no documentário Todo Mapa tem um Discurso. Criador do primeiro grupo de Mastermind de Geotecnologia (Geomind). Criador da página I See Maps All The Time. Palestrante em Conferências Nacionais e Internacionais sobre Tendências em Geotecnologia & Drones, (Geo)Marketing Digital, GeoEmpreendedorismo, Qualificação/Atualização Profissional e temas afins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *