Conheça a função dos fatores de corte e aterro no AutoCAD Civil 3D

Por Rafael Colucci

Você conhece a função dos fatores de corte e aterro no AutoCAD Civil 3D? Não? Então leia este artigo até o final!

Para obtenção de volumes de corte e aterro, em projetos de infraestrutura desenvolvidos no Civil 3D, é necessária a construção de uma Superfície de Volume, que por sua vez irá obter estes volumes a partir da comparação entre as condições existentes do terreno com as do projeto em questão.

Na imagem abaixo é possível visualizar as informações de uma Superfície de Volumes.

Como o cálculo de volumes de um projeto de infraestrutura é crucial para a sua viabilização, é importante conhecer todos os parâmetros que nos permitem obter estas informações no Civil 3D. Uma vez que este software possui uma gama de ferramentas específica para esta questão, decidi apresentar em um WebTreinamento, que foi realizado na última quinta-feira (10/08), os procedimentos necessários para obtenção de volumes de corte e aterro em projetos lineares assim como objetos de terraplanagem.

Na imagem abaixo é possível visualizar uma das seções do projeto apresentado durante o WebTreinamento.

Como algumas dúvidas foram levantadas ao longo do WebTreinamento, decidi escrever alguns artigos para explica-las de forma mais detalhada, e neste texto em questão falarei um pouco mais sobre os fatores de corte e aterro presentes na janela de criação de Superfícies de Volume.

Os fatores de corte e aterro devem ser utilizados para aproximar os volumes calculados no projeto daqueles que realmente serão obtidos durante as atividades de terraplanagem. Isto se faz necessário devido à compactação do solo.

Ao realizarmos cortes em um terreno o volume real que obtemos é maior do que aquele que planejávamos já que ocorre uma acomodação do solo que antes se encontrava muito compactado. Assim, aumentando o fator de corte estamos levando em consideração que o volume final obtido será maior do que aquele obtido inicialmente a partir da utilização em conjunto das ferramentas Superfície de Volume e Volumes Dashboard.

Contudo, é importante ressaltar que a alteração destes fatores deve ser realizada somente quando for de  conhecimento prévio a compactação do solo, que é comum em projetos rodoviários, construção de edificações entre outros.

Até a próxima.

Rafael Colucci – Mestre em Engenharia da Energia (Universidade Federal de Itajubá), especialista em desenvolvimento de Estudos de Rompimento de Barragens, Planos de Ações Emergenciais, e simulações de escoamento envolvendo o HEC-RAS. Atualmente é professor no Curso de Engenharia Civil do Centro Universitário de Itajubá (FEPI) e desenvolve cursos de softwares CAD de forma presencial há 14 anos e online há 4 anos. Participou no desenvolvimento de Estudos de Impactos Ambientais, projetos de monitoramento de enchentes e como consultor, auxiliando a implementar o AutoCAD Civil 3D em empresas que ainda não utilizavam este software.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *