Curitiba lança portal de mapas interativos com informações de uso público

Usuários também podem acrescentar dados no mapa para uso próprio. Equipe estuda a compatibilização das informações para acesso por smartphones e aplicativos

O Instituto de Pesquisa e Planejamento de Curitiba (Ippuc) anuncia que estão abertos para livre consulta um conjunto de mapas interativos com informações detalhadas sobre Curitiba.

As cartas digitalizadas estão acessíveis no portal do instituto, a partir da aba Informações/Mapas. Estão disponíveis o mapa Cadastral de Curitiba, o de Marcos Geodésicos, Equipamentos Urbanos e de Acidentes de Trânsito.

Pelos mapas é possível fazer os variados tipos de consulta, desde a simples localização de um imóvel pelo endereço ou pela indicação fiscal do carnê do IPTU, até o mapeamento e a visualização de gráficos com estatísticas de acidentes fatais de trânsito por regionais.

Todo o trabalho foi desenvolvido pela equipe técnica de Geoprocessamento que integra a Supervisão de Informações do Ippuc. “Os mapas interativos, também chamados de webgeo ou geoportal são fruto do trabalho de uma equipe de dez pessoas. Com o portal, disponibilizamos à população, via internet, informações antes disponíveis apenas para uso interno pelos técnicos”, explica Oscar Schmeiske, coordenador de Pesquisas do Instituto.

A equipe já estuda a compatibilização das informações para acesso por smartphones e aplicativos.

As ferramentas disponíveis no Mapa Cadastral da Cidade também permitem aferir as medidas exatas das áreas pesquisadas, tanto lineares como angulares, com base em imagens captadas por aerofotogrametria, e incluir dados de vizinhança disponíveis de equipamentos públicos, como escolas e postos de saúde ou até mesmo Unidades de Interesse de Preservação.

As informações que podem ser adicionadas e sobrepostas ao mapa da cidade fazem parte da base de dados do Ippuc formatadas a partir de pesquisas contratadas pelo instituto ou de bases compartilhadas. Com uma tabela de coordenadas, o usuário também pode acrescentar dados no mapa para uso próprio em sua estação de trabalho.

Fonte: Bem Paraná / Geodireito

Aprendendo Geoprocessamento na prática

Quer aprender sobre tratamento da informação espacial, análise de dados espaciais e estatísticos de dados, ou conhecer mais sobre ferramentas para geoprocessamento? Convidamos você a conhecer os nossos cursos disponíveis da área de Sistemas de Informação Geográfica (SIG):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *