Portal de educação do IBGE

IBGE inaugura portal de acesso a informação voltado para a educação

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE – lançou, no final de abril, um novo portal, o IBGEeduca, totalmente voltado para a educação e dividido em três áreas específicas: para crianças, jovens e professores.

Por Nara Costa *

Com o lançamento do IBGEeduca, o órgão parece buscar dar um passo a mais na direção de sua missão institucional, de “retratar o Brasil com informações necessárias ao conhecimento de sua realidade e ao exercício da cidadania.”

A divisão em três áreas tem o objetivo de conversar com os diferentes públicos que o instituto pretende alcançar com o lançamento do novo portal (crianças, jovens e professores). A estratégia foi a de utilizar a linguagem mais adequada a cada público, bem como dar acesso a materiais apropriados às diferentes faixas de idade e aos variados objetivos de cada área.

Motivação do IBGE

O motivo fundamental, no entanto, e que permeia cada parte do portal, parece ser o intuito de consolidar-se como um referencial confiável e oficial de informações geográficas e estatísticas. Provavelmente, e também por esta razão, o IBGEeduca surge para conectar as novas gerações com o IBGE e sua missão, funcionando como um facilitador da construção desse referencial.

Essa motivação pode estar relacionada com o surgimento de questionamentos acerca da necessidade de instituição de órgão oficial de geoinformação, como uma agência reguladora, para criar regras e padrões, além de fiscalizar a cartografia e a geografia oficial do Brasil. O GEOeduc chegou a publicar um artigo divulgando uma pesquisa iniciada pela MundoGEO, que lançava esse questionamento à comunidade das geociências. Ver o artigo aqui.

Qualidade e compromisso

Na verdade, não há outro órgão no Brasil que faz, com tanta consistência e credibilidade, essa função de integrar, coletar, comunicar e padronizar a informação geográfica e estatística. De fato, devemos reconhecer que o órgão é referência mundial de qualidade na produção estatística.

Todavia, faltava ao órgão uma iniciativa que se comprometesse com algo mais, que conectasse a excelente produção de informação e conteúdo científico com a sociedade e suas necessidades. Esse novo portal faz exatamente isso, pois vai de encontro a uma das principais demandas sociais, que é a educação.

Ao se comprometer em contribuir com o ensino, auxiliando alunos e professores a encontrar materiais de qualidade destinados a aprendizagem significativa, o instituto se engrandece em seu papel. Embora o órgão se defina como o “principal provedor de dados e informações do País, que atendem às necessidades dos mais diversos segmentos da sociedade civil, bem como dos órgãos das esferas governamentais federal, estadual e municipal”, ele não se constitui como um órgão oficial, fiscalizador e regulador da cartografia brasileira. No entanto, caso o IBGE tenha essa pretensão, esse novo portal parece ser um passo na direção certa.

Nara Cherubino Costa – Graduação com bacharelado em Direito e bacharelado e licenciatura em Letras, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, com especializações em Língua Portuguesa e Língua Inglesa. É analista de conteúdo do Instituto GEOeduc e do Grupo Hubse, e também já foi empresária no ramo de comércio e serviços, proprietária e gestora de um espaço de coworking, o Coffice Coworking e Café, onde promovia a prática do Co-learning, através de parcerias com empreendedores do ramo da educação, de palestras e debates abertos ao público, predominantemente para as áreas de educação e empreendedorismo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *