Topografia Subterrânea

Topografia Subterrânea: a engenharia que se revela sob nossos pés

A topografia subterrânea é processo de execução de levantamentos abaixo do solo e é essencial para que se realizem diversas obras de infraestrutura urbana. 

Por Luís Antônio Soares *

Em linhas gerais, pode-se dizer que a topografia subterrânea pouco se difere da topografia convencional. Os processos de medição empregados nos levantamentos topográficos no subsolo são muito semelhantes aos dos métodos tradicionais. Porém, o profissional deve estar ciente de que as condições e implicações desse tipo de trabalho são bem diferentes.

Acesse a palestra gratuita: 5 passos para iniciar um Levantamento Topográfico.

Topografia Subterrânea ou de Minas

Quando falamos de Topografia Subterrânea, estamos nos referindo, predominantemente, à Topografia de Minas. Mas é necessário esclarecer que as minas podem ser tanto a céu aberto, onde são utilizados os procedimentos topográficos tradicionais, ou subterrâneas.

Os cálculos dos levantamentos subterrâneos são semelhantes aos executados “em céu aberto”, porém, devem ser feitas algumas adaptações. Por exemplo, é necessário adaptar os cálculos para se vincular o levantamento executado no subsolo a um sistema de referência na superfície, de forma a criar uma ligação entre as estações topográficas na superfície e no subsolo.

Durante a locação das galerias, é necessário determinar até onde podem ser executadas as escavações. Logo, deve-se vincular o levantamento do subsolo a uma poligonal na superfície. Dessa forma, assumindo que a poligonal define os limites da área a ser explorada, os pontos dentro da mina deverão estar vinculados e localizados no interior do polígono.

topografia subterrânea

Novas tecnologias para Topografia Subterrânea ou de Minas

Com o avanço tecnológico e equipamentos de alta precisão, utiliza-se a tecnologia de laser para obter uma nuvem de pontos densa permitindo a modelagem da superfície da área com grande acurácia. Essa mesma tecnologia é usada para realizar a varredura em ambientes industriais para controle e gerenciamento de tubulações.

Além disso, um número crescente de empresas de mineração vem empregando as RPAs (Aeronaves Remotamente Pilotadas), popularmente conhecidas como “drones”. A partir delas é possível obter imagens aéreas de alta resolução que podem ser processadas para produção de ortofotos, nuvens de pontos e modelos digitais em 3D.

Aplicações do Levantamento Subterrâneo

Para que fique claro o que é Topografia de Minas ou Subterrânea, podemos citar algumas de suas aplicações. Os métodos de levantamento subterrâneo são utilizados em mineração e escavação; locação de poços, túneis ou galerias; metrôs e redes viárias; entre outros.

Os levantamentos subterrâneos podem se valer das informações obtidas por técnicas convencionais ou pelas novas tecnologias. Tais levantamentos são usados para gerenciar e inspecionar o desenvolvimento de minas, calcular volumes de entulho e materiais, mapear alvos de exploração, quantificar e qualificar estoques e pilhas de minério, realizar obras viárias, túneis e outras obras de infraestrutura urbana.

Os lasers scanners ou drones são tecnologias que podem tornar o levantamento mais ágil, seguro e fácil, com resultados mais detalhados e sem riscos para o operador, mesmo que a área ofereça perigo ou seja inacessível. Eles são ferramentas valiosas para a execução de parte desse trabalho e revelam um futuro tecnológico para a Topografia que não tem volta.

Cuidados em um Levantamento Subterrâneo

Na maioria das vezes, a topografia subterrânea oferece um ambiente inóspito para trabalhar, com a presença de muita umidade ou poeira e, às vezes, com túneis em que não é possível trabalhar em pé. Em alguns casos, pode não ser permitido o uso de equipamentos eletrônicos por questões de segurança, como medida preventiva em relação a riscos de explosão, por exemplo. Devido a isso, é extremamente importante que, nesse tipo de trabalho, sejam utilizados equipamentos de proteção individual específicos e se tomem cuidados de forma redobrada.

Leia: Erros mais comuns ao se realizar um levantamento topográfico.

Outro problema é que, em galerias subterrâneas, há perda de sinal e de orientação, pois não há grandes referenciais visuais. Em alguns casos, a bússola pode sofrer interferência, dependendo do tipo de composição das rochas do local. Logo, é necessário realizar um estudo prévio do terreno, para saber as reais condições e características em que serão executadas as obras.

Conceitos convencionais apoiando a Topografia Subterrânea

Agora que você já conhece as principais características de um levantamento subterrâneo, você poderá aplicar e consolidar seus conhecimentos com o curso de Topografia Básica do Instituto GEOeduc. Ele apresenta, de forma simples e didática, os principais conceitos, técnicas e aplicações da Topografia em diversas áreas do conhecimento. E tem um capítulo especial com os principais conceitos de Topografia de Minas e Industrial, e com as novidades do setor, como o laser scanner, drones e vants.

Curso Atlas

Luís Antônio Soares e Sousa – Engenheiro Cartógrafo e Agrimensor. Mestrando no programa de Ciências Geodésicas da Universidade Federal do Paraná, graduado em Engenharia Cartográfica e de Agrimensura na Universidade Federal de Uberlândia e ex-bolsista nos programas Jovens Talentos para Ciências CAPES/CNPq, PIVIC e PIBIC/CNPq. Além disso, atuou como membro na EJEAC Consultoria, no qual desempenhou a função de Diretor Administrativo-Financeiro e Diretor Presidente. Participou do programa de mobilidade acadêmica Internacional BRAFITEC no período de 2015-2016 no Institut National des Sciences Apliquées em Strasbourg, França.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *